Páginas

30 abril, 2009

Todos


Quantos cansaços são possíveis?
Quantos cortes aguenta uma emoção?
Quantos arcos-íris suportam a escuridão?
Quantos sonhos sobrevivem a dilapidação de ideais?
Quantas vezes é preciso mentir para ser levado a sério?

Quantos são os números que te vestem?
Quantos são os degraus para a depressão?
Quantos são os momentos necessários para a desilusão?
Quantas são as sentenças para acabar com um coração?
Quantos são os quantos para deixar de se querer tanto
sonhos não sonhados e temores irrealizados?

Quantas são as mulheres habitantes de cada homem e suas histórias?
Quantas são as mulheres que se habitam em vez de passear como invólucros vãos?
Quantos? Quantos? Quantos?

Quantos são os quantos para livrar-se de tantos quantos?

Tatiana Mamede.

Agradecimentos à Aninha pela ajuda htmlística, na escolha da vitrola e, especialmente, no título! 
 
Deleite-se ouvindo Stone free - Eric Clapton

4 comentários:

Su disse...

Quando vais parar de expressar em palavras meus sentimentos? Espero que nunca!

Tatiana Mamede disse...

:)

Wagner "Jaguar" disse...

Pelo visto continuamos analisando as multifacetas de nossos eus, né?
Bacci...

Tatiana Mamede disse...

Analisar os eus? Quem? Nós? Nunca!

:P